Tuesday, February 20, 2018

Afinar a viola, encontrar o equilíbrio da vida


Gosto de música e consigo tocar algumas melodias na viola. Não me considero uma música pois nunca aprendi a ler uma pauta e não dedico as horas que devia e que o instrumento merecia. Mas gosto de tocar, permite-me libertar emoções, a deixar-me ir...

Quando estudei o Budismo, encontrei a noção de equilíbrio. Sidharta estava nas margens do rio, quando viu e ouviu um mestre a explicar ao seu aluno como deveria afinar o seu instrumento. Se apertasse a corda demasiado, ela poderia partir. A corda muito frouxa não dá o som. Temos de encontrar o equilíbrio de cada corda, a sua nota. Sidharta descobriu que o equilíbrio é o segredo da vida. Esta história ficou-me profundamente marcada e cada vez que afino a viola, lembro-me dela.

A minha vida tem sido uma busca incessante pelo equilíbrio...mas sempre me senti como uma aprendiz de equilibrista, sempre com a corda por baixo dos meus pés instável e eu sempre em tensão a tentar encontrar o ponto de equilíbrio.

Nos últimos anos, algo mudou. Comecei a aceitar que a vida é desequilíbrio e eu vou vivendo os dias procurando pontos de equilíbrio. Que não são no meio. O equilíbrio da vida nunca está no meio. É desafiante e belo. Talvez seja este o motivo pelo qual tantos poetas comparam a vida a uma melodia.

Post a Comment