Monday, April 09, 2018

Tarefas para crescer



Como todas as mães, tenho verdadeiros ataques de nervos quando vejo os meus filhos a demorarem horas a realizar uma tarefa que normalmente faço em 5 minutos. É preciso força de vontade...e uma paciência ENORME, mas resisto à tentação de fazer as coisas que eles já conseguem fazer, mesmo que fique mal feita, mesmo que demore tanto tempo. Quando os meus alunos do 5.º ano me pedem para eu lhes atar os ténis, fico a olhar para eles incrédula. A realidade é que infantibilizamos os nossos filhos demasiado. Acredito que o fazemos com a melhor das intenções. As mães assumem para elas muitas tarefas, muitas vezes porque acreditamos que é assim que deve ser e só assim seremos boas mães. Lembro-me de uns alunos do 4.º ano, que pediam ajuda para ir à casa de banho porque nunca tinham limpado o seu rabiosque sozinhos. Admito que são casos extremos, mas são reais e revelam o que as nossas boas intenções podem fazer à autonomia dos nossos filhos. Por isso, é importante deixarmos de fazer pelos nossos filhos, aquilo que eles conseguem fazer sozinhos. Atribuir tarefas não é “torná-los nossos escravos” (segundo a opinião de alguns jovens), nem é trabalho infantil (segundo outros). É ajudá-los a crescer! É permití-los fazer parte de uma família, de uma equipa que se interajuda. Tem uma função integradora extraordinária. Aprendem a valorizar o trabalho, tornam-me mais empáticos e autónomos. Só coisas boas!... por isso, vamos lá deixar de nos sentirmos culpadas por atribuir tarefas aos nossos filhos.
Post a Comment